América do Sul

Machu Picchu, a incrível cidade perdida dos Incas

Machu Picchu é simplesmente a atração número um do Peru – e talvez da própria América Andina. Desde que a descoberta científica da cidadela inca foi anunciada pelo historiador americano Hiram Bingham em 1911, sua complexa e misteriosa arquitetura encastelada, cravada em um cenário montanhoso dramático, vem atraindo turistas de todo o mundo.

Tanta popularidade levou o destino, uma das sete maravilhas do mundo, a sofrer com o turismo desenfreado e alguns dos preços mais altos do país. Mesmo assim, hordas de turistas desembarcam sem parar nessa antiga cidade inca de pedra, seja pela clássica Trilha Inca ou por trens vindos de Cusco. E motivos não faltam para tamanha determinação.

Machu Picchu, que em língua quéchua significa “montanha velha”, está localizada sobre uma montanha de granito e abriga impressionantes construções erguidas com pesados blocos de rocha. Cercado de enigmas a respeito de sua criação e serventia, o local, declarado pela Unesco como Patrimônio Cultural e Natural da Humanidade, está a 112 quilômetros de Cusco e a 2.350 metros acima do nível do mar.

Para muitos, é a viagem de uma vida.

Atenção: devido à rápida degradação do sítio, o governo peruano vem limitando o número de visitantes ao local. Para quem viaja com agências, elas providenciarão a reserva para ingresso às ruínas. Turistas independentes, por outro lado, deverão fazê-lo com antecedência junto às autoridades.

COMO CHEGAR

Avião

De Lima para Cusco, há voos diretos pelas empresas AviancaLanPeruvian AirlinesStar Perú e Taca. O Aeroporto Alejandro Velasco Astete fica a menos de quatro quilômetros da cidade.

Trilha Inca

Para alcançar Machu Picchu, uma das alternativas é fazer a pé a Trilha inca. São várias rotas para se chegar ao alto da montanha. A caminhada mais comum é a que leva quatro dias de duração e cruza montanhas como Warmiwañusqa  e Runkuraqay, a 4.200 e 3.860 metros sobre o nível do mar, respectivamente. 

A viagem começa em Piskacucho, pequeno povoado localizado no km 82 da ferrovia Cusco-Machu Picchu, a mesma por onde passam os trens que ligam Cusco a Aguas Calientes (Machu Picchu Pueblo). Dali, a caminhada costuma seguir o seguinte roteiro:  1.º dia (sete horas): Piskacucho-Llulluchapampa; 2.º dia (oito horas): Llulluchapampa-Chaquicocha; 3.º dia (sete horas): Chaquicocha-Wiñaywayna; 4º (uma hora e meia): Wiñaywaya – Intipunku.

Quem quiser ver as ruínas de Qoriwayrachina, Waynaq’ente e Machuq’ente deve seguir pela rota que sai do km 88 da mesma via férrea. O viajante que tiver menos tempo disponível pode realizar o roteiro de dois dias, que começa no km 104.

Trem

Esse é o meio mais popular para se chegar a Machu Picchu. O serviço é operado pela Peru Rail e pela Inca Rail. Cada empresa oferece três opções de trem todos os dias entre Cusco e Aguas Calientes, com distintas categorias e preços.

A Peru Rail, por exemplo, tem o Vistadome, uma viagem de pouco mais de três horas em vagões com janelas e teto panorâmicos; o Expedition, voltado para mochileiros; e o Hiram Bingham, um serviço luxuoso da Orient Express que inclui refeições a bordo, transporte até a cidadela de Machu Picchu, acompanhamento de guia e um chá da tarde no Machu Picchu Sanctuary Lodge, o único hotel localizado na região de Machu Picchu.

Uma vez em Aguas Calientes, o visitante deve caminhar 700 metros até a entrada do sítio ou tomar um dos ônibus que sobem até o local. Procure sair no primeiro horário para poder aproveitar o atrativo sem pressa. Recomenda-se reservar com antecedência no site de cada empresa. 

Onde Ficar em Machu Picchu

Quando for escolher onde se hospedar para conhecer Machu Picchu é necessário saber que, próximo ao sítio arqueológico, há de fato, apenas um hotel. Esse hotel é alvo de muitas críticas, por estar numa região considerada Patrimônio Mundial pela Unesco.

Sabendo disso, você terá de escolher um lugar ao redor da cidade para ficar. O vilarejo mais próximo é Águas Calientes, o último antes do sítio arqueológico (20 minutos de ônibus). É vantajoso ficar nele porque sua infraestrutura é boa e, assim, você tem a oportunidade de conhecer mais cedo MP. Outros lugares, como Ollantaytambo (2 horas de trem) e Cusco (entre 3 e 4 horas de trem), também são usados pelos turistas para passar a noite.

Os valores das hospedagens variam como nas grandes cidades – há desde hotel cinco estrelas a hostels -, mas tenha que em mente que as hospedagens normalmente são curtas, já que um dia é suficiente para conhecer Machu Picchu e boa parte dos hotéis são simples. Os hotéis grandes e com mais conforto são bem caros.

Em Águas Calientes, uma boa opção para quem não quer gastar muito é o Inti Wiñaywayna Hotel. O lugar é simples, mas suficiente para um estadia curta. Se quiser uma hospedagem mais luxuosa, mas ao mesmo tempo com ótima estrutura, opte pelo Sumaq. As diárias têm preços salgados, e é mais recomendável para quem vai ao lugar comemorando uma data especial. 

Em Cusco, há muito mais opções – e melhores. Ficar na cidade é interessante porque você pode conhecer também os pontos turísticos de lá. Cusco foi a capital da cultura inca e não faltam lugares interessantes para conhecer. O Novotel, por exemplo, é uma opção legal para quem quer conforto e boa localização.

 

Tambo-del-inka-machu-picchu-brasil-peru-825x542
Fonte:machupicchubrasil.com/hotel-no-peru-cuzco-e-eleito-o-5o-melhor-do-mundo/

Peru, o melhor destino de gastronomia do mundo

País vizinho vence pela primeira vez o World Travel Awards, o Oscar do turismo, na categoria Melhor Destino Gastronômico do Mundo

Alguns ingredientes que compõem o ceviche: molho é preparado à base de sal, alho, pimenta do reino e gengibre; o camote (tipo de batata doce) e, claro, o choclo (milho), além de adereços como alface e cebola roxa, entre outrosAlguns ingredientes que compõem o ceviche: molho é preparado à base de sal, alho, pimenta do reino e gengibre; o camote (tipo de batata doce) e, claro, o choclo (milho), além de adereços como alface e cebola roxa, entre outros (Pilar Olivares/ PromPerú)

 

Uma das tantas apresentações do ceviche, o prato nacional do Peru. No caso, servido em taças e recoberto com cenoura à juliana. Um luxo!

Uma das tantas apresentações do ceviche, o prato nacional do Peru. No caso, servido em taças e recoberto com cenoura à juliana. Um luxo! (Pilar Olivares/ PromPerú)

Pulpo a la brasa escoltado por vieiras com molho à base de lúcumaPulpo a la brasa escoltado por vieiras com molho à base de lúcuma (Fábio Vendrame)

O rocoto (pimenta) é a base da culinária peruana. Há seis tipos, sendo o rojo (vermelho) um dos mais populares no uso diário

O rocoto (pimenta) é a base da culinária peruana. Há seis tipos, sendo o rojo (vermelho) um dos mais populares no uso diário (Pilar Olivares/ PromPerú)

No Peru há variados tipos de choclos (milho), especialmente cultivados na região do Vale Sagrado, em Cusco

No Peru há variados tipos de choclos (milho), especialmente cultivados na região do Vale Sagrado, em Cusco (Fábio Vendrame)

A Pachamanca é o prato mais tradicional dos Andes. Os alimentos são cozidos sobre pedras quentes e colocados dentro da terra, em reverência a Pachamama (Madre Tierra), em panelas de barro. Uma deliciosa e autêntica experiência

A Pachamanca é o prato mais tradicional dos Andes. Os alimentos são cozidos sobre pedras quentes e colocados dentro da terra, em reverência a Pachamama (Madre Tierra), em panelas de barro. Uma deliciosa e autêntica experiência (Pilar Olivares/ PromPerú)

Compras

Imagem

Um dos motivos de qualquer viagem é a parte das compras, certo? Então vamos ajudar você a realizar suas compras no Peru com um pequeno guia e algumas pequenas e valiosas dicas. Existem vários shoppings e lojas de artesanato locais, mas é preciso pesquisar, pois os preços nem sempre são melhores do que no Brasil.

Shopping Larcomar

Site: http://www.larcomar.com
Endereço: Malecón de la Reserva 610.

É sem dúvida o shopping mais bonito e conhecido dos turistas. Na verdade é um centro de entretenimento, pois o complexo possui além das lojas, restaurantes, lanchonetes, bares, cafés, parque infantil, 10 salas de cinema, boliche e até um teatro.

Ele está localizado no bairro de Miraflores e possui uma linda vista para o mar e um pôr do sol imperdível. Os preços não são os mais atraentes, mas é um passeio agradável e válido pela bela vista e boas opções de entretenimento.

Imagem

Imagem

Imagem

Jockey Plaza

Site: https://www.jockeyplaza.com.pe
Endereço: Vía Expresa Javier Prado Este – Surco.

É o shopping mais famoso e luxuoso da cidade. Por lá você encontrará grandes marcas internacionais, como Chanel, Armani, Zara, Versace, Lacoste e Mont Blanc, além das principais marcas locais, como Saga, Ripley, Casas e Ideas e Michelle Belau. Ótimas opções de restaurantes estão disponíveis no shopping. Para as crianças há um grande parque temático, o Divercity.

Imagem

Lima Outlet Center

Site: não há.
Endereço: Av. Elmer Faucett 3443, Cercado del Callao.

Localizado há apenas 100 metros do aeroporto internacional, o outlet é uma boa opção de compras na ida ou na volta da viagem, para que não se perca muito tempo de deslocamento.
Diversas marcas internacionais estão presentes, com descontos de até 80%, como Billabong, Calvin Klein Jeans, The North Face, Converse, Quiksilver, Tommy Hilfiger e Rip Curl.

Imagem

Mercado Artesanal de Cusco

Site: não há.
Endereço: Esquina da Avenida El Sol e Tullumayo.

Está à procura de produtos coloridos no Peru? Peças artesanais, souvenires, bolsas, bebidas e muitas lembranças típicas podem ser encontradas nesse mercado. É preciso procurar e pechinchar, pois o preço para turistas sempre começa mais alto.

Imagem

Imagem

Imagem

Dica: Cuidado se for comprar eletrônicos, pois a voltagem no Peru é 220 volts e na maioria das cidades brasileiras 110 volts.

 

 

 

 

 

Machu Picchu, PERU
5 DIAS/4 NOITES
Por pessoa;
Saída: Florianópolis, Brasil
Destino: Machu Picchu Pueblo, Peru
Terrestre/Aéreo
A partir de 10 x R$ 380,00 por pessoa;
Inclui:
– Passagem aérea ida e volta;
– Traslados aeroporto/hotel/aeroporto;
– 04 noites de hospedagem com café da manhã, Quarto Individual Standard.
Mais informações:
Acesse o site: http://www.interpraiasturismo.com.br/
Interpraias Turismo Agência de Viagens | 47 3366-8717 / 47 99291-4858
Rua 268, n. 265 Conj 09, Meia Praia – Itapema 

 

 

 

 

Fonte: http://viagemeturismo.abril.com.br/cidades/machu-picchu/ http://viagemeturismo.abril.com.br/destinos/peru-o-melhor-destino-de-gastronomia-do-mundo/ https://guia.melhoresdestinos.com.br/onde-ficar-machu-picchu-61-346-p.html

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *