Brasil

As belezas naturais de Bonito, Mato Grosso do Sul

Bonito é simplesmente o melhor destino para mergulho fluvial do Brasil. Na nascente cristalina do Rio Baía Bonita, que forma o Aquário Natural, ou no Rio Sucuri, de leve correnteza, você nada lado a lado com diversas espécies de peixes coloridos. É uma típica “viagem família”, mas isso não quer dizer que o destino não tenha muita aventura – há passeios de botes em corredeiras, boia-cross, mergulho com cilindro e até rapel no incrível Abismo Anhumas, uma das maiores cavernas submersas do país. A preocupação com o meio ambiente, por aqui, é levada a sério. Ao explorar a cidade, parece até que muitas de suas atrações foram descobertas recentemente. Tanta beleza e organização, no caso, têm seu preço: ao planejar a viagem, leve em conta que os principais passeios custam caro (em alguns casos, os valores incluem guias, equipamentos para as flutuações e até almoço).

Rios de águas transparentes, cachoeiras, grutas e cavernas. Fauna e flora exuberantes, com centenas de espécies de aves, mamíferos e répteis ocupando uma vegetação que mistura o Cerrado com a Mata Atlântica. Essas são algumas das atraçõe de Bonito, na região sudoeste de Mato Grosso do Sul, a 300 quilômetros de Campo Grande.

Polo do ecoturismo no Brasil, Bonito recebeu em 2013 o prêmio de melhor destino de turismo responsável do mundo, o World Responsible Tourism Awards, na Feira World Travel Market, em Londres. O município conta com cerca de 40 atrativos, que possibilitam aos visitantes várias opções de atividades. Os interessados em contemplar as belezas da região podem, por exemplo, visitar as grutas e tomar banho em cachoeiras e rios de águas cristalinas.

bonito-mimosa-divulgacao-cvc-2
Fonte:cvc

A Flutuação no Rio Sucuri, principal atração da cidade, pode ser feita pela manhã. Peixes como piraputangas e dourados nadarão ao seu lado. Depois da aventura, você pode curtir o resto do tempo na fazenda do lugar, ou partir para conhecer a impressionante Gruta do Lago Azul, na mesma região. Para finalizar, há dois bons programas: jantar na Casa do João, que serve receitas com peixes locais, e fim de noite no Taboa Bar, com a ótima cachaça que leva mel, canela, guaraná e ervas.

Bonito tem muitas atrações – e você não consegue ver tantas no mesmo dia, por causa das distâncias e do tempo gasto para visitá-las. Depois de curtir a flutuação, aposte nas cachoeiras: a Boca da Onça, a mais alta do estado, e o Parque das Cachoeiras são imperdíveis. No Abismo Anhumas, a diversão é para quem gosta de fortes emoções: uma descida de rapel leva a uma das maiores cavernas submersas do Brasil. Também não dá para voltar do destino sem mergulhar no belo Aqueário Natural, ou visitar a Gruta de São Miguel. Programe, também, um dia inteiro para visitar a vizinha cidade de Jardim, onde você confere a inesquecível Flutuação no Rio da Prata, a Lagoa Misteriosa e o Buraco das Araras. Se sobrar tempo, tire um dia para aproveitar as “praias” de Bonito, como o Balneário do Sol.

COMO CHEGAR

A Azul é a única companhia aérea que opera uma linha regular a partir de Campo Grande, às quartas-feiras e aos domingos, sempre às 14h. Do aeroporto de Bonito até o Centro da cidade (12 km), um táxi custa, em média, R$ 60. De carro, partindo da capital, são quase 300 km de estrada em bom estado a partir da BR-060. A Cruzeiro do Sul (3255-1606) faz o trajeto de ônibus diariamente às 9h, 15h30 (menos aos domingos) e 18h30. A viagem dura cinco horas e custa R$ 59.

COMO CIRCULAR

Carro faz toda a diferença, pois a maioria das atrações fica distante do Centro. A boa notícia é que as locadoras, que antes estavam localizadas apenas em Campo Grande, agora chegaram a Bonito. Outra opção são os traslados das agências de turismo – em média, R$ 50 por trajeto.

ONDE FICAR

A maioria das hospedagens está no Centro, onde também ficam as agências e o comércio. Quase todos os hotéis da região têm área social reduzida e quartos simples. Quem prefere maior contato com a natureza pode fazer reserva no Zagaia Eco Resort ou no Santa Esmeralda.

Gastronomia

Os peixes mais famosos do Pantanal – como piraputanga, pacu, pintado e dourado – estão presentes na maioria dos cardápios da cidade. Vale prová-los no Cantinho do Peixe, onde são preparados com urucum e leite de coco. Se quiser experimentar carne de jacaré, vá ao Castellabate.

Bonito se orgulha de sua cozinha sul-matogrossense, de seus fartos peixes preparados de todos os jeitos e de todas as formas. Tudo tão diversificado e saboroso que chega a ser obrigatório para todo turista experimentar o pastel de pacu ou com carne de jacaré, oferecidos com destaque na rua central da cidade. Ambos são uma delícia só. Nota-se também um pouco da influência da culinária andina, com seus molhos a base de milho e seus salgados. Por onde se vai, come-se muito bem em Bonito. Outros ingredientes que incrementam a culinária e os aperitivos locais são as frutas do cerrado, servidas de molhos para os pratos e saborosos sorvetes, além de ornamentarem bebidas alcoólicas e sucos feitos na hora.

agencia sucuri
Fonte:ecoturismoembonito

Na rua central de Bonito, decorada por lojas de souvenirs e revelando um clima praiano a quilometros do mar, as lojinhas dão um charme especial à cidade, com seus orelhões em formas de aves, onças e até de jacaré. O jacaré parece ser, entre tantas aves e bichos, o grande mascote de Bonito, estampado em camisetas, em forma de cinzeiros, e bordado em várias peças do artesanato local. Aliás, o artesanato indígena tem uma beleza bem particular, utilizando materiais naturais como a palha e sementes, tudo com muita cor e delicadeza.

Sabores

Há dez anos, o Palácio dos Sorvetes teve uma deliciosa ideia para atrair os turistas no inverno: assar o sorvete! Nesse doce entram salada de frutas, sorvete, chantilly e creme de leite. A cobertura sai do forno com textura de suspiro e o gelado não derrete. Virou um símbolo da casa.

O que fazer em Bonito

Para aproveitar as atrações ao máximo, é preciso ter planejamento. Primeira dica: monte uma programação diária, e compre as entradas para os passeios com antecedência – muitos lugares limitam o número de visitantes. Os vouchers para quase todas as atrações são vendidos exclusivamente nas agências de turismo da cidade, recomendadas pelos hotéis. Os preços são tabelados, e os pacotes geralmente incluem almoço, lanche e equipamentos como máscara, snorkel e roupa de neoprene para as flutuações. Os preços publicados nas atrações não levam em conta o valor dos traslados, que devem ser negociados com as agências (quem chega de carro encontra facilmente os lugares, já que tudo é sinalizado). Os balneários do Sol e Municipal e a Praia da Figueira são as únicas atrações que não pedem a compra de ingresso antecipado nem o acompanhamento de guia.

Cultura de Bonito

Marca da cultura local, o tereré, bebida com mate e água fria, foi trazido pelos paraguaios. Guampa é o nome do recipiente, que tradicionalmente é feito de chifre de boi. E a bomba (o canudo) pode ter adereços com figuras dos símbolos das famílias.

Noite

Mesmo com um dia inteiro de atividades, vale guardar um pouquinho de energia para curtir a noite de Bonito. E ela pode começar cedo, às 19h, no Projeto Jiboia. Ali, todos os dias, um sujeito com uma cobra enrolada no pescoço dá praticamente um show de uma hora falando sobre a importância da preservação do animal (você nem percebe o tempo passar!). O criador de cobras é Henrique Naufal, um paulista que descobriu a exótica paixão por serpentes em uma viagem à Austrália. No fim, ele mostra como o bicho é dócil, colocando-o no ombro dos turistas para uma foto. Depois de jantar em um dos restaurantes do centrinho, siga direto para o Bar Taboa, um símbolo da cidade. Andréa Fontoura, a proprietária, compra cachaça de produtores locais e fabrica infusões com frutas e especiarias. Há versões de coquetéis famosos feitos com a bebida, mas não deixe de experimentá-la na versão tradicional, que leva mel, canela, guaraná e ervas. Outras atrações do Taboa: as mesas na calçada, a música ao vivo e o horário de funcionamento – o lugar não tem hora para fechar.

Quando Ir

A época de seca, entre junho e agosto, é a melhor para as flutuações – aproveite para acompanhar a programação do Festival de Inverno, em julho. Entre dezembro e janeiro, durante as férias escolares, a procura pelos passeios é enorme.

O que levar

Estar bem-preparado é tudo quando se trata de turismo ecológico. Por isso, aqui vão alguns itens essenciais para carregar na mochila durante os passeios: binóculos, câmera fotográfica, papete (melhor opção para trilhas e cachoeiras), água, protetor solar e repelente.

Principais atrações

Além de interagir com a fauna e flora nativas, Bonito é o lugar ideal para quem quer relaxar ou se divertir em meio a lindas paisagens, já que são muitas as opções de pacotes para Bonito. Por medidas de proteção ambiental, as visitas às atrações naturais têm limites diários de visitação. Por isso, agende seus passeios com antecedência. 

Fonte:cvc

Gruta do Lago Azul

A 20 quilômetros do centro de Bonito, um dos passeios mais procurados da cidade é a visita a esse lago de incríveis águas azuladas, com mais de 80 metros de profundidade, onde não é permitido nadar. Na área da gruta você observa formações rochosas belíssimas, enquanto percorre uma longa escada para se aproximar do lago.

 

Fonte:cvc

Flutuação

As águas cristalinas de Bonito proporcionam experiência inesquecível de flutuação com snorkel nos rios. Os mais procurados são o rio Sucuri (na Fazenda São Geraldo), rio Bonito (no passeio da Nascente Azul) e o rio Olho d’Água (no Recanto Ecológico Rio da Prata), onde você pode observar uma rica fauna e flora, sob águas de tons esverdeados e azulados.

 

Fonte:cvc

Gruta de São Mateus

A dois quilômetros do centro de Bonito, a caminhada em trilha suspensa pelo interior da gruta permite observar diferentes estalactites, estalagmites e colunas rochosas. No fim do passeio, você confere mais sobre a história da cidade no Museu Cultural Kadiwéu, equipado com animais empalhados e objetos antigos da região. Em seguida, o mirante 360° brinda seus visitantes com uma vista incrível da cidade.

 

Fonte:cvc

Fazenda Ceita Corê

A 36 quilômetros da cidade, a fazenda abriga trilhas com várias cachoeiras, tirolesa, parada para banho em piscinas naturais de águas cristalinas, grutas e mergulho na nascente do rio Chapeninha, em área rodeada por vasta vegetação. Na estrutura do local, também estão disponíveis passeios de canoa, redários e restaurante.

Fonte:cvc

Parque Ecológico do Rio Formoso

Próximo da entrada da cidade e do aeroporto de Bonito, você tem uma série de atividades de lazer, como boia-cross, passeios a cavalo, mergulho scuba, mountain bike, stand-up paddle e flutuação com snorkel.

 

Fonte:cvc

Praia da Figueira

Uma série de atrativos compõe o complexo da Praia da Figueira, além da própria praia de lago, equipada com quiosques e bar da praia. Biribol, tirolesa, pedalinho, vôlei de praia, caiaque, quadriciclo, flutuação com snorkel, passeios de bicicleta e outras atividades estão à disposição.

Hotéis

O centro concentra uma série de hotéis e pousadas de qualidade. Aproveite a praticidade de se hospedar próximo de restaurantes, bares, lojas e principais serviços da região. 

Fonte:cvc

Pousada Olho d’Água

A três quilômetros do centro da cidade, a pousada possui piscina, churrasqueira, redes de descanso, acesso à internet wi-fi, biblioteca e salão de jogos. Nos quartos, você encontra ar-condicionado, TV e frigobar.

 

Fonte:cvc

Pousada Chamamé

A apenas cinco quarteirões da avenida Brasil, a principal de Bonito, o estabelecimento recebe você com piscina, jardins, café da manhã e churrasqueira. Os quartos têm ar-condicionado, telefone, minibar e TV. Você também tem acesso à internet wi-fi e estacionamento sem custo adicional.

 

Fonte:cvc

Marruá

Hospede-se em um hotel com fitness center, piscina, sala de massagem, salão de jogos e espaço para crianças. Além da área de lazer, os serviços de room service e internet wi-fi também estão disponíveis. As acomodações são equipadas com ar-condicionado, TV, cofre, telefone e minibar.

 

Fonte:cvc

Lucca Hotel Pousada

Aproveite a comodidade de se hospedar a 300 metros da avenida principal de Bonito, bem no centro da cidade. O hotel oferece piscinas, redário, aluguel de bicicletas, playground, sinuca, bar, café da manhã e recepção 24h. As acomodações possuem telefone, ar-condicionado, TV, frigobar e internet wi-fi.

Fonte:cvc

Wetiga Hotel

Localizado a 20 quilômetros da Gruta do Lago Azul, o hotel fica a 15 quilômetros do aeroporto regional de Bonito. Entre os itens de lazer estão piscina coberta e ao ar livre, sauna e centro de massagens. O restaurante serve buffet de café-da-manhã e o wi-fi é gratuito na propriedade. Os quartos estão equipados com varanda, ar-condicionado, TV e frigobar.

Fonte:cvc

Zagaia Eco Resort

Com excelente infraestrutura de lazer, o Zagaia Eco Resort dispõe de piscinas, sauna, golfe, quadras e um lago. Desfrute de restaurantes, coffee shop, centro de eventos, serviço de quarto. As acomodações contam com aquecimento central, bancada de trabalho, ar-condicionado, cofre, telefone e TV por assinatura.

 

Fonte:cvc

Tapera

Situado a menos de 1 quilômetro de Bonito, o Tapera possui piscina e redes para você relaxar em meio à natureza. O hotel ainda oferece café da manhã, internet wi-fi gratuita em todo o estabelecimento, lavanderia, estacionamento gratuito e recepção 24h. As acomodações contam com TV e frigobar.

Fonte:cvc

Hotel da Praça

Localizado no centro de Bonito, o hotel está a 30 quilômetros do aeroporto. Conta com piscina, banheira de hidromassagem na cobertura, café da manhã e wi-fi gratuito. Os quartos possuem TV de LED, frigobar, mesa de trabalho e secador de cabelo.

 

Fonte:cvc

 

 

 

 

*** BONITO – MATO GROSSO DO SUL ***
6 DIAS/5 NOITES
Por pessoa;
Saída: São Paulo, SP
Destino: Bonito, MS
Terrestre/Aéreo
A partir de 10 x R$ 109,00 por pessoa;
Inclui:
– Passagem aérea ida e volta;
– Traslados aeroporto/hotel/aeroporto;
– 05 noites de hospedagem com café da manhã, Quarto Individual Standard com Vista ao Jardim.
Mais informações:
Acesse o site: http://www.interpraiasturismo.com.br/
Interpraias Turismo Agência de Viagens | 47 3366-8717 / 47 99291-4858
Rua 268, n. 265 Conj 09, Meia Praia – Itapema

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte:http://viagemeturismo.abril.com.br/cidades/bonito-7/

http://www.cvc.com.br/destinos/brasil/bonito.aspx

http://g1.globo.com/mato-grosso-do-sul/noticia/2015/07/bonito-ms-quando-ir-o-que-fazer-o-que-visitar.html

https://ecoturismoembonito.wordpress.com/2011/07/20/conheca-um-pouco-sobre-a-culinaria-de-bonito/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *